CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > FISCALIZAÇÃO FLAGRA TRABALHO ESCRAVO EM VILA TURÍSTICA NO CEARÁ

Fiscalização flagra trabalho escravo em vila turística no Ceará

03/01/2018

Dois operários da construção civil foram resgatados nas obras de uma pousada em Jericoacoara

Escrito por: Redação RBA

Jijoca de Jericoacoara, cidade conhecida como Jeri, conhecida rota turística no Ceará, a 300 quilômetros de Fortaleza, teve um flagrante de trabalho escravo durante ação de fiscalização. Segundo o Ministério do Trabalho, foram resgatados um pedreiro e um servente em obra de uma pousada na Vila de Jericoacoara, naquele município. "Os trabalhadores foram encontrados em péssimas condições de vida e trabalho, vítimas de irregularidades trabalhistas e enfrentando grave e iminente risco de vida", diz comunicado.

De acordo com o informe, os operários "dormiam precariamente no próprio local de trabalho, em redes armadas sobre os entulhos e restos de material da construção em um dos quartos da futura pousada; laboravam na mais completa informalidade, sem carteira de trabalho assinada; bebiam água retirada diretamente das torneiras, sem qualquer processo de filtragem ou purificação, em copos coletivos, o que os expunha a riscos de contaminação e a doenças infectocontagiosas". Além disso, "o banheiro era bastante precário, sujo, desprovido de papel higiênico, escuro, sem energia elétrica, com vaso sanitário sem tampo". Também não havia local adequado para preparar ou consumir refeição. Isso era feito com os trabalhadores "em pé ou sentados sobre os escombros".

Na fiscalização feita pela Superintendência Regional de Trabalho do Ceará (SRT-CE), com a Procuradoria do Trabalho e a Polícia Federal, foram constatadas outras irregularidades "que levavam a uma situação de extremo perigo para a segurança dos trabalhadores, como instalações elétricas precárias, com gambiarras e fiações expostas, com risco permanente e iminente de choques elétricos e incêndios, quadro agravado pela inexistência de extintores". A obra foi embargada.

Segundo o comunicado, os dois trabalhadores receberam as verbas rescisórias, pagas pelo empregador, que também liberou indenização por dano moral. Foram lavrados mais de 40 autos de infração.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br