CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > NOTA DE REPÚDIO CONTRA O DESCASO DA VALE COM TRABALHADORES CAPIXABAS

Nota de repúdio contra o descaso da Vale com trabalhadores capixabas

15/12/2021

A categoria, que reivindica a ampliação de direitos, melhores condições e segurança no transporte de casa para o trabalho, vem sendo atacada pela empresa

Escrito por: Paula Morena

 

A Contracs repudia o descaso da Vale com as trabalhadoras terceirizadas e os trabalhadores terceirizados no estado do Espírito Santo e o constante ataque aos direitos conquistados. A categoria, que reivindica a ampliação de direitos, melhores condições e segurança no transporte de casa para o trabalho, vem sendo atacada pela empresa, inclusive, com agressões físicas e ameaças com arma de fogo a dirigentes sindicais.

 

Há tempos, a Vale tem se mostrado fechada para qualquer tipo de diálogo referente às reivindicações dos terceirizados. Com uma Convenção Coletiva de Trabalho bastante defasada, os trabalhadores amargam com salários baixíssimos e não há qualquer reconhecimento dos serviços que prestam com tanto afinco.

 

Diante desse triste cenário, a direção do Sindilimpe – ES e de outras entidades tentaram, por diversas vezes, dialogar com a empresa e buscar uma melhor solução para a categoria, que presta um serviço essencial para a população. Entretanto, a Vale se mostrou irredutível e não quis sequer escutar as reivindicações das centenas de pais e mães de família.

 

Até mesmo os ônibus que transportavam os empregados com segurança do trabalho para casa, a Vale retirou. No início da pandemia, a pedido da empresa, as empreiteiras disponibilizaram ônibus para evitar que o trabalhador ficasse tão exposto ao vírus e, assim, diminuir o fluxo de pessoas nos coletivos. Entretanto, desde 1º de dezembro, os transportes foram retirados, obrigando o funcionário a utilizar o transporte público.

 

É importante destacar que a pandemia ainda não acabou e, apesar do avanço das vacinas, o vírus ainda circula entre nós. Inclusive, uma nova variante ─ a omicron ─ tem deixado em alerta a Organização Mundial da Saúde (OMS) e profissionais da saúde de todo o mundo.

 

Diante disso, a categoria realizou diversas manifestações e teve que apelar para um importante instrumento de luta, que é a greve. O movimento paredista durou quatro dias e, nesse período, foram realizados piquetes em frente aos locais de trabalho. Em uma dessas ações, dirigentes sindicais ─ inclusive, mulheres ─ foram insultados verbalmente, agredidos fisicamente e até ameaçados com arma de fogo.

 

Mesmo com toda a truculência e violência contra os trabalhadores, em momento algum, a Vale se colocou à disposição para dialogar com os representantes da categoria. Nem mesmo às audiências de mediação, a empresa tem comparecido. Um descaso total!

 

A Contracs se solidariza com as companheiras e os companheiros que foram agredidos por funcionários da Vale e policiais e repudiamos qualquer tipo de ataque aos direitos trabalhistas. Ao ser conivente com a violência a dirigentes sindicais, a empresa mostra que não tem respeito com o trabalhador e muito menos com o direito à manifestação e à greve, previsto na Constituição Federal.

 

Seguiremos lutando para que os trabalhadores terceirizados Espírito Santo e demais estados tenham suas reivindicações atendidas, além de segurança e dignidade no local de trabalho. Não aceitaremos qualquer tipo de violência contra os dirigentes sindicais ─ em especial, às mulheres ─ e não cederemos à pressão dos patrões.

 

Basta de violência!

Basta de retirada de direitos!

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fenascera Fecesc Fetracom-DF Fetrace Fetracom-PB Fetracs Fetracs-RN Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br