CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > DESTAQUES > NOTA DE REPÚDIO CONTRA PROPAGANDA DISCRIMINATÓRIA DA PEUGEOT

Nota de repúdio contra propaganda discriminatória da Peugeot

18/04/2012

Contracs condena e denuncia propaganda discriminatória veiculada pela montadora francesa Peugeot

Escrito por: Contracs

A Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio e Serviços da CUT (Contracs/CUT) vem por meio desta nota de repúdio condenar à propaganda da Peugeot, que discrimina e desvaloriza o trabalho e função do estagiário.

Ao não se importar com o estagiário, que pode ser pisoteado e é ignorado pelos demais funcionários apenas pelo fato de ser estagiário, a empresa Peugeot desrespeita o trabalhador por considerar um cargo de menor importância e valida este comportamento perante à sociedade.

A empresa multinacional francesa desvaloriza o estagiário, incentivando práticas discriminatórias e vexatórias no ambiente de trabalho – questões estas que são constantemente combatidas e rechaçadas pelo movimento sindical e pela Contracs, entidade de nível superior e de representação nacional que defende os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras do ramo do comércio e serviço.

Além disso, a propaganda veiculada sobrepõe o lucro da compra acima de qualquer respeito à dignidade humana e ao trabalhador, que pode simplesmente ser pisoteado.

Para tanto, pedimos que o CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária- e outros órgãos competentes tomem as providências cabíveis em relação a esta propaganda veiculada em televisão aberta.

Pedido de desculpas?

Após inúmeras críticas, a Peugeot cometeu o mesmo erro ao tentar se redimir da propaganda preconceituosa com outro vídeo. Mais uma vez repete a visão preconceituosa e discriminatória em relação aos estagiários ao se desculpar pela primeira propaganda.

Será que a empresa está tentando se desculpar ou simplesmente está reforçando sua visão discriminatória em relação aos estagiários? Com chamativo de concurso cultural e com a tentativa de desviar o assunto para uma vaga de estágio na empresa de publicidade contratada, a Peugeot não se desculpa e nem sequer se responsabiliza pela visão preconceituosa veiculada.

É preciso combater com veemência tais atitudes para que situações degradantes e discriminatórias acabem no mundo do trabalho e não se tornem banais e corriqueiras a ponto de serem encaradas como situações comuns.

Medidas

A Contracs publica esta nota de repúdio e, ao mesmo tempo, denunciou a propaganda ao CONAR – Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária para que medidas cabíveis sejam tomadas.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Aposentômetro Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Fetracs Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br