CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > TRABALHADORES EM CONDIÇÕES PRECÁRIAS SÃO RESGATADOS

Trabalhadores em condições precárias são resgatados

18/09/2017

20 pessoas foram encontrados em condições análoga a escravidão no Maranhão

Escrito por: CUT, com informações do blog do Alpanir e da PRF

Um trabalho conjunto envolvendo o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), o Ministério Público do Trabalho (MPT), a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Ministério Público Federal (MPF) e a Defensoria Pública da União (DPU) resultou no resgate de vinte trabalhadores em condições semelhantes à escravidão no município de Vargem Grande, situado no nordeste do estado do Maranhão. A ação aconteceu na quarta-feira, 13 de setembro, no povoado Alto Bonito, distante cerca de 30 quilômetros da cidade de Vargem Grande.

A maior parte dos trabalhadores resgatados vieram do estado do Ceará, do município de Granja e Martinópolis, para o trabalho de corte da palha da carnaúba, palmeira muito presente no Ceará, Piauí e Maranhão. As condições geralmente são muito precárias, quase sempre com baixa remuneração, além de alojamento e alimentação em condições pouco dignas. As equipes encontraram os vinte homens em jornada de trabalho acima do permitido, alimentando-se de pequenos peixes, conhecidos como pititinga, arroz feijão, rapadura e farinha.

De acordo com o cozinheiro do acampamento, que não se identificou, o almoço com carne era algo raro, sendo servido geralmente de dez em dez dias. A remuneração média recebida é de R$ 40,00 (quarenta reais) a diária. Todos eles trabalhavam para atravessadores, sendo difícil chegar às indústrias que recebem a palha da carnaúba, que em seguida é exportada para outros países.

As equipes da força tarefa levaram os trabalhadores para um hotel da cidade de Vargem Grande. Eles deverão seguir ainda nesta quinta-feira para as cidades de origem no Ceará. As equipes estão investigando um homem, apontado como agenciador dos trabalhadores.

Mais oito trabalhares resgatados

Na tarde da última quinta-feira (14), a força tarefa seguiu para outra propriedade denunciada pelo mesmo motivo. As equipes encontraram mais catorze pessoas nas mesmas condições, sendo oito moradores da região e mais seis cearenses. Estes últimos, após o reconhecimento dos seus direitos trabalhistas, serão enviados de volta ao Ceará.

Palmeira nobre

A carnaúba é considerada uma palmeira nobre, bem presente no estado do Ceará, Piauí e Maranhão. A cera produzida à partir da palha seca da palmeira é exportada para países como Estados Unidos e China, e usada na produção de chips, cabos e outros componentes para celulares e computadores. Em outros tempos a cera era utilizada na produção de disco vinil e cera para polimento em pisos e veículos. As palhas são usadas na cobertura de casas e o tronco na sustentação de moradias e na contrução de pequenas pontes.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br