CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > SE PERDEREM DIREITOS, PETROLEIROS VÃO À GREVE. PETROBRAS PRORROGA ACORDO COLETIVO

Se perderem direitos, petroleiros vão à greve. Petrobras prorroga acordo coletivo

29/11/2017

Todas as bases de terra e 43 unidades marítimas da estatal na Bacia de Campos aprovaram o indicativo de greve no caso de perda de direitos

Escrito por: Redação RBA

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) apresentou na segunda-feira (27) o resultado das assembleias da categoria à Petrobras. Os trabalhadores aprovaram como exigência a renovação do acordo coletivo (ACT) e, como ponto inegociável, sem nenhuma perda de direito. Todas as bases de terra e 43 unidades marítimas da estatal na Bacia de Campos aprovaram o indicativo de greve por tempo indeterminado se houver perda de direitos.

Segundo a assessoria de Comunicação do Sindicato dos Petroleiros do Norte Fluminense (Sindipetro-NF), não há data definida para uma possível greve. Os petroleiros aprovaram o indicativo de paralisação por tempo indeterminado com mais de 90% de aceitação no caso de a Petrobras “desmontar” o ACT.

De acordo com a FUP, nesta terça-feira (28) a estatal comunicou oficialmente a prorrogação do acordo coletivo até 31 de dezembro. “Mais do que nunca, é fundamental que os petroleiros participem ativamente das mobilizações do dia 30 de novembro (quinta-feira), aumentando a pressão sobre os gestores da Petrobras”, diz a entidade em nota.

Para a próxima quinta-feira (30) está programada uma série de atos e manifestações da categoria em sindicatos e áreas de operação contra a possibilidade de perderem direitos. “A disposição de luta dos trabalhadores é que apontará o tamanho do acordo coletivo. Para preservar na íntegra as conquistas da categoria é preciso que os petroleiros deixem claro que, com retirada de direitos, não há acordo”, afirma a FUP.

Tezeu Bezerra, coordenador do Sindipetro-NF, afirmou que a categoria “não ficará de joelhos para esses golpistas que além de querer vender e fatiar a nossa empresa, tentam acabar com a nossa soberania mudando as leis e fazendo esses leilões em um momento totalmente desfavorável para a empresa e o país".  

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br