CONTRACS > LISTAR NOTÍCIAS > CUT-RS REFORÇA ATO EM DEFESA DO SALÁRIO MÍNIMO REGIONAL NESTA QUARTA (7)

CUT-RS reforça ato em defesa do salário mínimo regional nesta quarta (7)

07/03/2018

Centrais, sindicatos e federações de trabalhadores realizam ato no Plenarinho da Assembleia Legislativa

Escrito por: CUT-RS

A CUT-RS chama as centrais, os sindicatos e as federações de trabalhadores, para que participem do ato em defesa do salário mínimo regional, a ser realizado nesta quarta-feira (7), às 13h30, no Plenarinho da Assembleia Legislativa.

Na ocasião, a bancada do PT apresentará emenda que atende à reivindicação das centrais, ou seja, estabelece 4,17% de aumento ao projeto de lei enviado aos deputados no último dia 22 de janeiro pelo governador José Ivo Sartori (MDB). A proposta do governo prevê apenas 1,81%, igual ao índice do mínimo nacional – o menor reajuste nos últimos 24 anos –, ficando abaixo do INPC de 2,07% em 2017.

A emenda, que será protocolada logo após o ato, às 14h, pelo deputado Luiz Fernando Mainardi, repõe a inflação de 2,07% e resgata a diferença de 2,06% em relação ao salário mínimo nacional quando o chamado piso regional foi criado no governo Olívio Dutra (PT), em 2001.

“Sartori optou em agradar mais uma vez os empresários, que historicamente se opõem ao mínimo regional, e em seguir a política de arrocho do governo Temer. Caso a proposta do governo seja aprovada, vai gerar ainda mais concentração de renda para poucos e prejuízos aos trabalhadores que recebem os menores salários no Estado”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

“Não há motivos para arrochar o mínimo regional, ainda mais neste momento em que aparecem na imprensa alguns sinais e tendências de recuperação da economia”, salienta o dirigente sindical. Ele lembra também que o total de arrecadação de ICMS (principal fonte de receitas do Estado) atingiu R$ 31,9 bilhões no ano passado, o que representa um aumento de 5,09% em relação a 2016.

“Vamos fazer um corpo a corpo com os deputados e as deputados, a fim de que aprovem essa emenda da bancada do PT, uma vez que evita o achatamento do mínimo regional e valoriza esse mecanismo de distribuição de renda para cerca de 1,3 milhão de trabalhadores gaúchos, além de representar um poderoso instrumento de indução ao crescimento econômico”, ressalta Nespolo.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Facebook Twitter Contracs Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Conexão Sindical Rede Brasil Atual

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br