CONTRACS > ARTIGOS > CUT, 36 ANOS DE MUITA RESISTÊNCIA

CUT, 36 anos de muita resistência

Escrito po: Julimar Roberto, presidente da Contracs

28/08/2019

Sempre combativa, a Central nunca mediu esforços para lutar em defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora.

Em 1983, o Brasil encontrava-se no auge da luta contra a ditadura militar. Mergulhado em uma profunda crise política e econômica, as perspectivas para o futuro não eram as melhores. O cenário era de arrocho salarial e desvalorização da classe trabalhadora e, em meio a essa conjuntura, o trabalhador ansiava por representação e organização na luta.

Foi nesse contexto que nasceu a Central Única dos Trabalhadores (CUT). Hoje, 36 anos depois, a entidade se destaca como a maior Central da América Latina e a quinta maior do mundo, e representa milhares de trabalhadores do campo, da cidade, do setor público e privado.

Baseada nos princípios de igualdade e solidariedade de classe, ao longo dos anos, a CUT despontou-se como protagonista dos maiores enfrentamentos no Brasil. E suas mobilizações não foram em vão: trouxeram transformações significativas para a história do país, tanto no âmbito político como econômico e social.

Sempre combativa, a Central nunca mediu esforços para lutar em defesa dos interesses imediatos e históricos da classe trabalhadora. E é justamente nesse ponto que está a sua força. A CUT acredita que os trabalhadores têm o direito de decidir livremente sobre sua forma de organização, filiação e sustentação financeira. Isso a fortalece a cada dia.

Nos últimos anos, mesmo em meio às tentativas de enfraquecer sua luta, a CUT segue trilhando o mesmo caminho de sua origem: ao lado do trabalhador. E nesse cenário precário, que remete ao que vivemos nos anos sob a ditadura militar, a sua atuação nunca se fez tão necessária. Por isso, a Central se mantém resistente lutando sempre pela ampliação dos direitos conquistados em enfrentamentos históricos e pela manutenção pelo Estado democrático − o que envolve a liberdade do presidente Lula, preso injustamente em Curitiba há mais de 500 dias.

Por todas as lutas travadas, pelos êxitos conquistados e pelas batalhas histórias em defesa de um país mais justo e igualitário, a Contracs parabeniza seus 36 anos de resistência!

Somos fortes, somos CUT!

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Aposentômetro Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Fetracs Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br