CONTRACS > ARTIGOS > NESTE 20 DE NOVEMBRO, EXALTEMOS A LUTA DA POPULAÇÃO NEGRA

Neste 20 de novembro, exaltemos a luta da população negra

Escrito po: Ana Lúcia da Silva, secretária de políticas de promoção da igualdade racial

19/11/2015

Se, há alguns anos, o 20 de novembro é marcado pelo Dia da Consciência Negra; em 2015 iremos passar a data pensando e refletindo sob o impacto da Marcha das Mulheres Negras, que aconteceu em Brasília dois dias antes. Mais de 25 mil pessoas – homens, mulheres e crianças; negras e brancas; do movimento sindical e social; quilombolas e trabalhadoras – marcharam em Brasília contra o racismo, a violência e pelo bem viver.

 

A Marcha é muito válida e tem uma grande importância por denunciar a luta por direitos que são renegados a nós, mulheres e negras.

 

Durante o percurso, faixas e cartazes pediam o fim da redução da maioridade penal, que afeta diretamente aos jovens negros que são exterminados pela polícia em diversas periferias do país somente pela cor de sua pele e sua classe social. O racismo brasileiro costuma classificar negros pobres como bandidos e, assim, os jovens veem suas perspectivas reduzirem drasticamente.

 

Outros cartazes denunciavam a homofobia e tantos outros abordavam questões religiosas e pela liberação do aborto. Gostaria de ter visto mais temas sobre os direitos dos negros nas bandeiras e faixas do caminho que percorri, no entanto não podemos deixar de ressaltar a importância da marcha e do ato, que é inédito.

 

Que passemos este 20 de novembro impactados pelo que vimos e, ao mesmo tempo, entristecidos pelo final da marcha ter sido com agressão, tiros e bombas devido à reação exagerada e perigosa de dois policiais armados e presentes em um acampamento no gramado do Congresso em um movimento pró-impeachment. Felizmente nada aconteceu, mas poderia ter sido trágico.

 

Vamos, neste 20 de novembro, refletir e buscar maneiras de alcançarmos a igualdade racial. O movimento sindical pode, conforme resolução da Contracs, incluir nas convenções coletivas mais cláusulas de proteção à mulher, políticas sociais e racial; intensificar as ações jurídicas de combate ao racismo e pela promoção da igualdade racial; incentivar a criação de secretarias e coletivos raciais nas entidades sindicais.

 

Devemos ainda nos unir aos movimentos populares e sociais na ampliação de ações formativas de enfrentamento à discriminação racial; atuar, participar e divulgar campanhas de igualdade de oportunidade e combate ao racismo e divulgar e desenvolver ações sobre a Década Internacional de Afrodescendentes que está em vigor desde 1º de janeiro de 2015 e tem fim apenas em 31 de dezembro de 2024.

 

Juntos, seja em marcha em Brasília ou em nossas lutas diárias, podemos e devemos combater o racismo e promover ações de promoção da igualdade racial. Uma sociedade livre de racismo e violência depende de nossa ações, por isso, vamos juntos!

 

Ana Lúcia da Silva, secretária de políticas de promoção da igualdade racial

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

TV CUT
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.
João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta solidariedade a sindicalistas coeranos presos.

João Felício, presidente da CSI, Confederação Sindical Internacional, presta(...)

RÁDIO CUT
Aposentômetro Conexão Sindical Condomínio Facebook Twitter Contracs Rede Brasil Atual Fecesc Fetrace Fetracom-DF Fetracom-PB Fetracs-RN Fetracs Fetracs RS Fenatrad Fetracom/MS Fenadados

Todos os Direitos Reservados © CONTRACS
Sede: Quadra 1, Bloco I, Edifício Central, salas 403 a 406 | Setor Comercial Sul | CEP: 70304-900 | Brasília | DF
Telefone:(55 61) 3225-6366 | Fax:(55 61) 3225-6280
Subsede: Avenida Celso Garcia, 3177 | Tatuapé | CEP: 03063-000 | São Paulo | SP
Telefones:(55 11) 2091-6620 / 2091-2253 / 2092-5515 / 2225-1368 | Fax:(55 11) 3209-7496
www.contracs.org.br | contracs@contracs.org.br